h1

3 x Brasil

J novembro, 2007

 foto_melamed_regurgitofagia.gif

Cena de Regurgitofagia. Mistura de linguagens e descargas elétricas no ator a cada manifestação da platéia.   

O brasileiro Michel Melamed ganha a vida atuando em várias frentes. É poeta, apresentador, autor, diretor e ator. Concebeu a Trilogia Brasileira, que será exibida pela primeira vez em um único ciclo, de 30/11 a 2/12 no Sesc Santana, dentro da Mostra. Melamed esteve em São Paulo e conversou com a gente sobre os espetáculos da trilogia: Regurgitofagia, Dinheiro Grátis e Homemúsica, e aproveitou para estender o papo sobre o papel da arte na sociedade:

O que esses três espetáculos têm em comum?
Existe um tripé conceitual que faz com que eles pertençam a uma trilogia. Em primeiro lugar, os três desenvolvem uma pesquisa de linguagem onde o engajamento do público é opcional. São janelas ou portas através das quais as pessoas podem participar se quiserem, em alguns momentos específicos. O segundo ponto é a linguagem. Os espetáculos são compostos por teatro, poesia falada, música e vídeo, enfim, as mais diversas linguagens artísticas em diferentes proporções. A idéia é construir uma linguagem original, única, e desestabilizar o olhar do público, poder transgredir as expectativas, e assim estimular a reflexão. O terceiro ponto é o entendimento de que existem valores hegemônicos divulgados no mundo – e talvez a obra de arte seja um dos últimos redutos do livre pensar. A obra passa a ter a responsabilidade de transgredir os valores estabelecidos por aí. Em resumo, são espetáculos que se propõem a pensar a realidade e a contemporaneidade do Brasil e do mundo na ótica de um brasileiro.

Três vezes Michel Melamed: nos vídeos disponibilizados no YouTube, cena de Regurgitofagia

Como costuma ser essa participação do público?
É muito variada. Eu não crio expectativa em relação à interatividade. O que eu quero é que as obras contribuam de alguma maneira a estimular a reflexão. Já me apresentei nos lugares mais diversos, e como são obras abertas, pressupõe-se que a cada noite elas serão construídas e vivenciadas de diferentes formas.

Há mudanças nos espetáculos já apresentados  aqui em São Paulo (Regurgitofagia e Dinheiro Grátis)?
Em tese, não. No entanto, as peças eventualmente têm espaços para alterações. O esqueleto se mantém, mas todas as questões contemporâneas da semana, que interessam ao público, tendem a entrar no espetáculo.

Dinheiro Grátis

O teatro precisa ir além do entretenimento?
Com certeza, não só o teatro mas a obra de arte em geral, pois é um espaço raro na sociedade contemporânea. Você pode falar e fazer coisas que serão responsáveis para revelar novos aspectos da realidade para as pessoas. Atualmente, parece que poucas verdades são vendidas ou ofertadas no mundo, quando, concretamente, existem milhões de verdades. É fundamental mudarmos isso, e acho que a arte pode contribuir muito para re-sensibilizar as pessoas, para que elas não aceitem passivamente toda essa hipocrisia, violência e ignorância que reinam no mundo e atingem a todos nós de alguma forma.

e, o inédito em São Paulo, Homemúsica.

foto_dinheiro_gratis.jpg

O campo de leilão de Dinheiro Grátis. 

TRILOGIA BRASILEIRA – REGURGITOFAGIA | DINHEIRO GRÁTIS | HOMEMÚSICA
SESC Santana :: Regurgitofagia: dia 30. Sexta, 21h. Dinheiro Grátis: dia 1º/12. Sábado, 21h. Homemúsica: dia 2/12. Domingo, 19h. Pacote com os três espetáculos: R$ 30; R$ 15; R$ 7,50. Ingresso para cada sessão: R$ 16; R$ 8; R$ 4.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: