h1

Do Beat ao Chevette

J novembro, 2007

 loopb_sombr_editada.jpg

Loop B.  Música eletrônica e percussão com sucata. Foto de Beth Barone. 

Lourenço Prado Brasil, mais conhecido como Loop B, é capaz de enxergar música em todo lugar. Desde os anos 70 ele faz pesquisas de percussão em sucata e utiliza os mais diversos objetos (como uma máquina de lavar ou um tanque de combustível de um Chevette) para fazer música. Seu trabalho atual traz como marca a junção de uma estrutura eletrônica e a percussão em sucata executada ao vivo. Loop B é um dos quatro músicos que integra o Multipista, projeto que reúne também Du Moreira, Fernando Catatau e Thomas Rohrer. Eles farão uma apresentação do processo de criação musical e de técnicas de gravação em estúdio caseiro, percorrendo, simultaneamente e em sistema de rodízio, oito unidades do Sesc para compor em grupo – ainda que sem que um encontre o outro. Na proposta, o público é convidado ainda a mixar as oito faixas criadas. Na entrevista que segue, Lourenço “Loop” Prado “B” Brasil fala mais sobre esta experiência e seu trabalho:

Essa é a primeira vez que você integra um processo de criação coletivo onde cada um interfere no trabalho do outro individualmente?
Já participei de grupos de música experimental onde os temas eram criados coletivamente, de improviso. Mas, desta forma, sem a presença de todos os músicos, é a primeira vez.

loopbfusca_editada.jpg

Máquina de lavar e tanque de combustível: “É preciso estar sintonizado à experiência que está sendo proposta”. Foto de Sergio Audi.

Você acha que um leigo pode entender com alguma facilidade o processo de criação musical?
Dá para um leigo entender, sim. Vai depender do interesse que ele tenha em música e nos processos criativos e o quanto ele aplica isso na própria vida, mesmo que não seja um músico. A clareza do músico que tiver se colocando, explicando o seu processo criativo, tambem é fundamental. E claro, a sensibilidade de quem estiver ouvindo também ajuda muito no entendimento. É preciso estar sintonizado à experiência que está sendo proposta.

Os integrantes do Multipista se encontraram para discutir o que será produzido ou vocês pretendem trabalhar apoiados no “fator surpresa”?
Nos encontramos apenas uma vez e colocamos algumas possibilidades, alguns caminhos que poderão ser seguidos. Mas, o que notamos nessa reunião, foi que todos estavam dispostos a deixar o processo bem aberto, bem aleatório, então o acaso vai ser um elemento constante no resultado do trabalho.

loopbrodas_editada.jpg

“Em termos de instrumentos, as novidades: um teclado de computador e uma espada de brinquedo (risos)”

O que você achou da proposta?
Gostei de várias coisas: dos músicos que estão participando, do processo de criação ser aberto ao público, da possibilidade de experimentarmos todos juntos ao vivo no final… Enfim, a proposta como um todo é bem interessante. Todos vão sair enriquecidos desta experiência.

Você é conhecido por estar sempre envolvido em pesquisas sobre novas maneiras e materiais para criar suas músicas. O que você descobriu de bacana recentemente?
Recentemente participei de uma apresentação fazendo música totalmente improvisada. Desde os anos 80 que não fazia isso. Foi bem legal. Em termos de instrumentos, as novidades já têm três anos, mas muita gente ainda não viu: um teclado de computador e uma espada de brinquedo (risos).

No vídeo, Loop B dá alguns caminhos de como encontrar sua música na rede

MULTIPISTA | Du Moreira, Fernando Catatau, Loop B e Thomas Rhorer.

SESC Avenida Paulista, Carmo, Consolação Interlagos, Itaquera, Pinheiros, Santana, Vila Mariana: de 13 a 30/11. Segunda a domingo. Informações sobre inscrições nas unidades. Grátis.

SESC Avenida Paulista, sempre às 19h, com exceção do dia 14, às 17h30: Loop B, dia 14; Thomas Rohrer, dia 16; Fernando Catatau, dia 21; Du Moreira, dia 23; Oficina Mixagem, dia 28.
SESC Carmo, sempre às 15h: Fernando Catatau, dia 19; Thomas Rohrer, dia 21; Loop B, dia 26; Du Moreira, dia 27; Oficina Mixagem, dias 28 e 29.
SESC Consolação: Du Moreira, dia 19, 19h; Fernando Catatau, dia 20, 15h; Loop B, dia 26, 19h; Thomas Rohrer, dia 27, 19h; Oficina Mixagem, dias 28 e 29, 19h30.
SESC Interlagos, sempre às 15h: Loop B, dia 15; Du Moreira, dia 16; Thomas Rohrer, dia 17; Fernando Catatau, dia 18; Oficina Mixagem, dias 20 e 25.
SESC Itaquera, sempre às 15h: Du Moreira, dia 14; Loop B, dia 16; Thomas Rohrer, dia 22; Fernando Catatau, dia 24; Oficina Mixagem, dia 29.
SESC Pinheiros, sempre às 19h30, com exceção do dia 24, às 15h: Fernando Catatau, dia 23; Du Moreira, dia 24; Loop B, dia 27; Thomas Rohrer, dia 28; Oficina Mixagem, dia 29.
SESC Santana: Thomas Rohrer, dia 13, 19h30; Du Moreira, dia 15, 16h30; Loop B, dia 20, 16h30; Fernando Catatau, dia 28, 19h30; Oficina Mixagem, dia 29, 19h30.
SESC Vila Mariana, sempre às 15h, com exceção do dia 28, 17h: Thomas Rohrer, dia 15; Fernando Catatau, 21; Du Moreira, dia 23; Loop B, dia 28; Oficina Mixagem, dia 29.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: